4 dicas para uma boa gestão de custos

4 dicas para uma boa gestão de custos

3 anos atrás 0

Compartilhe nas redes sociais.

Administrar uma empresa não é tarefa fácil e requer atenção em diversas áreas para que se consiga destaque no mercado. É a partir do conhecimento sobre os vários setores que compõem o negócio que o empresário consegue definir melhor as suas estratégias, otimizar o uso de recursos e promover melhorias no ambiente de trabalho, tudo para conseguir melhorar o resultado final e gerar lucros. Dentre essas áreas que merecem atenção está a gestão de custos.

Porém, para fazer uma boa gestão de custos é necessário entender o que são os gastos da sua empresa ― e não só de maneira global, mas nas diversas formas em que eles podem aparecer. Conhecer os seus custos e saber diferenciá-los é importante para a tomada estratégica de decisões na sua oficina mecânica. De maneira geral, os custos podem ser separados em diretos e indiretos.

Os custos diretos são aqueles que envolvem a produção de mercadorias ou a oferta de produtos, mas eles precisam estar ligados diretamente à composição do produto ou à oferta de serviço (mão de obra e matéria-prima, por exemplo). Já os custos indiretos estão ligados à produção, mas não têm relação direta com a composição da mercadoria ou com a oferta de um serviço (depreciação de equipamentos, aluguel e energia elétrica, por exemplo).

Continue lendo e saiba como ter uma boa gestão de custos na sua oficina mecânica:

Contenha os gastos

As empresas costumam ter gastos desnecessários e que vão impactar diretamente no caixa da empresa, reduzindo a sua margem de lucro. Adotar políticas de contenção de gastos contribui para melhorar os resultados da sua oficina. Adotar sistemas de reutilização de água, reduzir o uso de papel no escritório, reciclar materiais e peças velhas, dentre outras práticas, contribuem para a sua gestão de custos.

Administre o estoque

Uma oficina mecânica pode ter em seu estoque desde peças para reparos até itens usados nos serviços, como óleos, panos, ferramentas e outros. Utilizar esses instrumentos e peças de maneira errada ou com exagero vai acabar gerando um volume de compra maior e isso significa ainda mais gastos para a sua empresa.

Escolha bem os fornecedores

Um fornecedor que tenha um preço menor é bastante atrativo, mas pode não ser a melhor opção para o seu negócio. Contar com fornecedores que oferecem melhores margens de negociação também pode interessante, pois significa melhores condições de aquisição e compra. Avalie os seus fornecedores e as vantagens que cada um oferece, compare com as suas necessidades e decida quais as melhores opções para a sua oficina.

Saiba onde estão os seus gastos

Saber e detalhar onde e como os seus recursos estão sendo gastos é fundamental para o seu controle financeiro. Nenhum empresário está a salvo de fazer um investimento ruim, por isso é importante entender quais as necessidades do seu negócio para definir os melhores investimentos para a sua empresa. Com isso, haverá menos desperdício de recursos e, consequentemente, menos gastos.

Como você tem feito a gestão de custos da sua oficina mecânica? Compartilhe nos comentários um pouco da sua experiência.