8 dicas para melhorar as condições de trabalho na oficina mecânica
8-dicas-para-melhorar-as-condicoes-de-trabalho-na-oficina-mecanica.jpeg

8 dicas para melhorar as condições de trabalho na oficina mecânica

1 mês atrás 0

Compartilhe nas redes sociais.

Para que os mecânicos e demais talentos da empresa atuem com qualidade, é crucial melhorar as condições de trabalho na oficina. Isso implica em algumas mudanças, como oferecer máquinas de ponta, prezar pela segurança e otimizar o diálogo interno.

No entanto, as ações são muito pequenas em relação aos resultados que podem ser obtidos. Além da melhoria no nível de entrega no trabalho, é possível reduzir o número de erros, acidentes, ausência dos profissionais e falta de entusiasmo.

Pensando nisso, reunimos uma série de dicas para melhorar as condições de trabalho na sua oficina mecânica, tudo de forma prática e objetiva. Continue a leitura!

1. Use máquinas adequadas para melhorar as condições de trabalho

Uma das maiores fraquezas nas oficinas é o uso de máquinas em mau estado. Além de prejudicar a produtividade das empregados, que precisam fazer pequenas manutenções constantemente, oferece sérios riscos à saúde e segurança no trabalho.

Por esse motivo, a primeira dica (e uma das principais) é investir em um maquinário adequado. Oferecer um elevador automotivo automático, por exemplo, pois é um item básico para que os mecânicos realizem um trabalho que encante os clientes e gere lucro.

2. Estabeleça metas de organização e bem-estar

Não é difícil se falar em metas na oficina, porém, elas quase sempre estão ligadas ao desempenho financeiro, número de clientes atendidos ou resultados semelhantes. Também deve haver metas para a organização e bem-estar no trabalho.

Alguns exemplos de metas ligadas ao bem-estar e organização são:

  • manter as ferramentas em ordem;

  • alongar-se durante o expediente;

  • cumprir com horários de forma assídua;

  • avaliar as máquinas constantemente.

Se ainda não sabe, o bem-estar dos funcionários tem impacta direto na produtividade e lucro da oficina. Pequenas e médias empresas que investem no assunto são, em média, 86% mais produtivas e 70% mais rentáveis, segundo pesquisa.

3. Peça o feedback dos funcionários

Por mais completa que seja a lista deste artigo, pouca coisa será tão útil quanto o próprio feedback dos mecânicos. Melhor do que qualquer especialista, eles entendem o que precisa ser melhorado para que o trabalho seja uma fonte de prazer.

Então reunia-se com o time de mecânicos, pode ser com todos de uma só vez ou individualmente e aproveite o tempo livre de cada um e peça por um feedback.

Pela falta de hábito, é provável que eles tenham dificuldades com o assunto. Então formule perguntas abertas e que tornem o processo mais objetivo, exemplos: como você avalia as atuais condições de trabalho na oficina? O que acha que pode ser melhorado?

4. Incentive a colaboração e o trabalho em equipe

Como os mecânicos são comissionados pelos serviços que realizam, é comum que exista um alto grau de competitividade dentro da oficina. Isso pode atrapalhar o espírito de equipe, assim como deixar o clima de trabalho mais tenso.

Então é importante incentivar o alinhamento dos mecânicos, fazendo-os trabalhar em prol de um mesmo objetivo. Estabeleça metas e recompensas para equipe, não a funcionários específicos. Diga que, se o número de reclamações de clientes cair em 50%, todos vão almoçar fora e tudo será pago pela empresa.

Uma boa recompensa, além de considerar o orçamento disponível na oficina, deve ser proporcional à complexidade das tarefas e considerar as expectativas dos funcionários.

5. Conscientize sobre padrões de segurança e saúde laboral

Os donos de oficina estão cada vez mais conscientes acerca da necessidade de adequação às normas de segurança e à saúde laboral. Muitos, inclusive, disponibilizam monta-cargas para mitigar as situações de risco à saúde e à segurança.

No entanto, em muitos casos, ainda é preciso investir na conscientização dos colaboradores. Todos devem receber treinamentos sobre as normas de segurança e saúde laboral, como o objetivo de reduzir o número de acidentes e afastamentos.

Existem outras estratégias que podem ser usadas, como a distribuição de cartilhas e criação de uma política de segurança e saúde no trabalho. Todos, especialmente os mecânicos, devem entender que o assunto é prioridade dentro da oficina.

6. Respeito aos horários e à jornada de trabalho

A legislação brasileira é muito clara quanto aos horários e à jornada de trabalho, então é preciso que a oficina mecânica dê atenção ao assunto. Todos os mecânicos devem respeitar os horários de entrada e saída, salvo algumas eventualidades.

Também é preciso que os próprios mecânicos entendam a importância do assunto, afinal, muitos querem fazer horas extras quase que todos os dias. Isso, além de afetar a saúde do funcionário, deve ocasionar multas à oficina mecânica.

O mais importante é aproveitar ao máximo as 8 horas diárias, de modo a garantir que o tempo não seja perdido com tarefas paralelas. Então estabeleça processos claros, monitore o trabalho, disponibilize boas máquinas e ferramentas aos mecânicos.

7. Melhore a comunicação dentro da oficina

A comunicação é a base para que qualquer trabalho seja bem feito. O número de erros operacionais, conflitos interpessoais e desperdício de materiais é muito maior quando não há um diálogo apropriado. Então, como solucionar essa demanda?

É preciso refletir sobre os canais que potencializem a comunicação vertical, entre líderes e liderados, e horizontal, entre colegas de trabalho, a exemplo dos murais de recados. Ainda é preciso que a liderança se comprometa com o diálogo interno e assuma uma comunicação ativa com seus subordinados.

8. Monitore o progresso

Se os pontos citados forem implementados adequadamente, é muito provável que haja um grande progresso na oficina. Os mecânicos estarão mais conscientes, os processos mais bem definidos e as máquinas adequadas aos afazeres do profissional.

Apesar disso, ainda é preciso monitorar o progresso. O que tem melhorado a partir da aplicação dessas mudanças e como isso beneficia a oficina. É possível analisar:

  • o número de faltas;

  • a ocorrência de acidentes;

  • a rapidez dos serviços prestados;

  • o tempo de atraso dos mecânicos;

  • a ocorrência de conflitos;

  • o número de metas batidas;

  • o percentual de itens desperdiçados.

Desse modo, saberá se as mudanças foram ou não bem implementadas. Lembre-se: ao melhorar as condições de trabalho, também melhorará os resultados da oficina!

Veja, há diversas dicas para otimizar as condições de trabalho. Tudo começa na disposição de máquinas que facilitem o que está sendo feito, como elevadores automáticos ou monta-cargas. 

Se você gostou do artigo, então aproveite e nos siga no Facebook, Twitter e YouTube, para ver mais conteúdos como este!