Elevador automotivo antigo: um perigo para o seu negócio
elevador-automotivo-antigo-um-perigo-para-o-seu-negocio.jpeg

Elevador automotivo antigo: um perigo para o seu negócio

5 meses atrás 0

Compartilhe nas redes sociais.

Elevadores automotivos são equipamentos obrigatórios em qualquer oficina mecânica que deseja aumentar a oferta de serviços e elevar a produtividade. Eles substituem os famosos macacos hidráulicos, facilitando o trabalho dos mecânicos. Mas, como todo equipamento sofre com o tempo, e sem os devidos cuidados, o elevador automotivo antigo pode oferecer inúmeros perigos. 

Assim, a manutenção preventiva é imprescindível para garantir o bom funcionamento do material e, principalmente, a segurança dos profissionais que fazem uso da ferramenta. Com uma avaliação periódica, evita-se o desgaste desnecessário e o risco de prejuízos e acidentes na oficina.  

Além de alguns detalhes básicos para assegurar o bom uso do equipamento — como não exceder o peso recomendado e não levantar veículos com pessoas dentro —, é possível observar sinais de que o elevador precisa de manutenção ou mesmo ser trocado por um novo. 

Veja, a seguir, dicas para avaliar se o seu equipamento está com a utilidade comprometida. Boa leitura!

Mau funcionamento

Falhas no funcionamento do equipamento, como travar durante o trajeto de subida ou descida, ou ainda apresentar barulhos estranhos, são indícios de que o elevador não vai bem.

Por isso, ao menor sinal de problemas no uso do material, é melhor realizar uma avaliação técnica, antes que acidentes graves ocorram. 

Em algumas situações, o mau funcionamento também está relacionado à validade vencida das peças utilizadas, mesmo se não apresentarem desgaste visível. Nesse caso, é importante repor o quanto antes.  

Outro problema que pode ocasionar um funcionamento precário do elevador é o uso de peças de má qualidade, no lugar das originais.

Por isso é muito importante, ao comprar o equipamento, verificar se a empresa é bem certificada e avaliada no mercado e se oferece equipamento de qualidade e assistência técnica adequada, evitando dores de cabeça no futuro.  

Queda de veículos

Segundo normas de segurança, é importante estar sempre atento ao correto posicionamento dos veículos nos elevadores, como medida fundamental de segurança para evitar a queda do transporte em manutenção.

Contudo, quando há problemas técnicos com o elevador, esse é um risco iminente mesmo que todo o procedimento para utilização do equipamento tenha sido feito.

Mais um motivo para paralisar operações com o equipamento ao menor sinal de mau funcionamento. Queda de veículos são situações extremas que podem acarretar graves acidentes, envolvendo funcionários e clientes, além de acarretar sérios prejuízos e danos materiais para a empresa. 

Aparência desgastada

Outro ponto importante a se observar são sinais de desgaste do equipamento, ou partes dele. Ferrugem, componentes empenados ou danos no elevador indicam que o elevador pode estar prestes a travar a atividade

Você também pode avaliar outras partes importantes do equipamento que precisam estar em pleno funcionamento para garantir a produtividade e segurança do elevador. Por exemplo, as sapatas, quando desgastadas, causam deslizamento dos veículos, por isso, é importante que a parte metálica não tenha contato com os locais de apoio do veículo.  

Também o uso constante e intenso das correias vai causando um afrouxamento natural, ao longo do tempo. Nesse caso, é preciso que seja feito um ajuste ou pode acontecer, inesperadamente, o rompimento do material. 

Manutenção preventiva vencida

Os elevadores automotivos precisam passar por uma avaliação completa a cada 12 meses, a fim de se verificar o desgaste natural das peças, a lubrificação dos fusos e das porcas de sustentação, por exemplo.

Durante a manutenção, é realizada a desmontagem do equipamento para se fazer testes com cada componente, a fim de garantir o funcionamento perfeito de cada um, ou certificar a necessidade de trocas. 

Quando o equipamento é mais moderno, algumas trocas e possíveis ajustes podem ser feitos em um espaço de tempo maior. Contudo, somente um profissional competente para a função será capaz de avaliar esse ponto.

Lembre-se sempre de que um elevador automotivo antigo oferece perigos que podem ser evitados de forma simples, como vimos neste post! 

E você? Já vivenciou alguma situação causada pelo mau funcionamento de um elevador automotivo antigo? Deixe seu comentário no post e conte a sua experiência!