Mecânica automotiva: afinal, quais são os carros que dão mais trabalho?
Mecânica automotiva: afinal, quais são os carros que dão mais trabalho?

Mecânica automotiva: afinal, quais são os carros que dão mais trabalho?

2 anos atrás 0

Compartilhe nas redes sociais.

Quem nunca viveu o sonho do carro novo? O brasileiro é conhecido por ser apaixonado por carro (o que é perceptível também pelo tamanho da frota brasileira) e está sempre procurando trocar o seu veículo por um mais novo com certa frequência.

Seja um carro usado ou zero, é preciso ter alguns cuidados na hora de escolher, principalmente por conta da mecânica automotiva. Alguns modelos são conhecidos por darem dor de cabeça aos seus donos, por isso, fique atento a algumas dicas na hora de receber esses modelos em sua oficina.

Modelos mais problemáticos

Segundo pesquisas com vários mecânicos, uma das marcas que estão no topo das reclamações é a JAC. A dificuldade de encontrar peças, por si só, já é um problema. Porém, os maiores problemas enfrentados com ele são: suspensão muito sensível e injeção eletrônica problemática, desgaste irregular dos pneus e falha constante do motor.

Da Ford, KA e Fiesta apresentam problemas semelhantes,em ambos a dificuldade de encontrar peças é grande. Os dois apresentam também problemas no controle de temperatura do motor.

Peugeot 207 e Citroën C4 são conhecidos pelos custos maiores de manutenção. Isso porque esses modelos possuem muita tecnologia e pouca informação. O conserto é mais complexo e a dificuldade de encontrar peças é grande. Nos dois modelos também é possível observar frequentes problemas na suspensão. Eles foram fabricados para as estradas europeias e não se adaptam muito bem aos buracos brasileiros. Por isso, sempre fique atento ao receber um desses na oficina e sempre faça uma checagem na suspensão.

Da Renault, Clio e Sandero também entram na lista dos problemáticos. Segundo muitos mecânicos, esses modelos apresentam muitas falhas no motor e queimam bobinas com facilidade. Os dois não são os mais indicados para enfrentar o trânsito das cidades.

Atenção para a mecânica automotiva

É sempre importante ficar atento a alguns modelos de carros na oficina. Como nos casos citados acima, os valores de alguns serviços precisam ser diferenciados por conta da dificuldade de trabalho e também de encontrar as peças para cada um.

Fique atento ao tempo médio que se gasta no conserto desses e de outros para planejar a divisão de trabalhos e evitar que o carro fique parado muito tempo em sua oficina ocupando espaço e, em alguns casos, criando uma situação delicada com seu cliente. É preciso deixar claro os motivos do tempo maior de execução do trabalho e explicitar a dificuldade de encontrar as peças.

Muitas pessoas já possuem seus mecânicos de confiança da equipe e contam com eles também na hora de trocar o carro. Caso ocorra essa situação, lembre-se sempre de alertar sobre alguns modelos e as dificuldades que seu cliente pode enfrentar caso adquira um deles.

Ser gentil e sincero é um passo importante para cativar e conquistar mais clientes.

Quem trabalha em oficina sabe que nem sempre é possível executar um trabalho de qualidade de forma mais rápida, exatamente por conta desses e outros carros que apresentam maior dificuldade de manutenção. Por isso um planejamento é essencial para que seu dia possa render melhor.

Caso tenha algum funcionário novo na empresa, pode ser uma boa ideia criar uma listagem dos veículos que costumam apresentar mais problemas e um tempo médio de conserto deles. Assim, quando um deles aparecer, o profissional já saberá melhor como lidar com o cliente.