Motor do carro: tire aqui suas dúvidas

Motor do carro: tire aqui suas dúvidas

2 anos atrás 1

Compartilhe nas redes sociais.

O motor do carro é, sem sombra de dúvidas, sua peça mais importante. É ele o grande responsável por dar potência ao seu veículo, gerando toda a energia cinética que ele precisa.

Mas assim como todas as partes do carro, ele também sofre com a presença de poeira e outras impurezas e com o efeito do tempo, pois as peças vão se desgastando devido ao atrito e às altas temperaturas de trabalho.

Portanto são necessários alguns cuidados para mantê-lo sempre em boas condições. Conheça dois procedimentos bastante comuns e saiba como fazê-los sem danificar o veículo.

Lavagem de motor

A lavagem de motor é um tópico que divide mecânicos e amantes do automobilismo. Muitos mecânicos e especialistas não recomendam a prática pois a água pode danificar alguma peça e fazer com que o carro nunca mais pegue. Basta procurar na internet para encontrar relatos de diversas pessoas que não tiveram uma boa experiência.

Então lavar o motor é uma prática proibida?

Não é bem assim! Esta crença de que lavar o motor do carro vai danificá-lo é justificada porque antigamente as mangueiras de pressão deixavam passar água para o distribuidor de combustível, fazendo com que o motorista não conseguisse dar partida posteriormente.

Hoje em dia, com o advento da injeção eletrônica, o sistema de distribuição mudou drasticamente. O maior problema é o contato da água com qualquer componente elétrico ou eletrônico pois pode haver um dano nos circuitos.

Qual a maneira correta de fazer a lavagem de motor?

O grande vilão da lavagem do motor não é a água em si, mas sim a pressão utilizada durante a lavagem. É exatamente por isso que a lavagem de motor não deve ser feita por pessoas completamente inexperientes.

Outro cuidado necessário é na hora de isolar todos os componentes vulneráveis ao redor do motor: módulo de injeção eletrônica, módulo de carroceria, módulo de ABS, caixa de relés, bobina, bateria…envolva tudo com plástico para que a água não atinja as vedações!

Lembre-se de jamais utilizar produtos ácidos como querosene, solventes, sabão a base de petróleo e desengraxantes pois estes produtos reagem com borracha, podendo ressecar as mangueiras e danificar os anéis de vedação. Utilize apenas produtos específicos para esta aplicação.

Retificação de motor

Conforme o tempo passa, as peças do motor se desgastam devido ao atrito entre elas, como já explicado anteriormente. Isto afeta diretamente o desempenho do carro, ocasionando perda de potência, alto consumo do óleo lubrificante, maior consumo de combustível e superaquecimento do motor.

Se o carro apresenta um destes sintomas, o que ocorre geralmente apenas após 200 mil quilômetros, talvez esteja na hora de fazer uma retificação.

No que consiste o processo de retificação de motor?

O processo de retificação começa com a avaliação de um mecânico seguida da retirada do motor do chassi do veículo, para que ele seja totalmente desmontado, permitindo uma análise profunda de cada peça e componente.

São checados os estados de conservação, assim como as tolerâncias geométricas de cada peça, parâmetro essencial para que o motor funcione corretamente. As peças que não puderem ser aproveitadas são substituídas

Para uma retífica bem feita, o caro não pode apresentar falhas, solavancos e muito menos expelir fumaças, seja ela branca ou preta. Vale ressaltar que não é interessante circular com o veículo em baixas rotações após a retificação.

Seja para uma lavagem ou para um processo de retificação de motor do carro, é muito importante procurar uma oficina especializada, que acima de tudo trabalhe com produtos de qualidade e saiba atender o cliente.

Gostou das dicas? Ainda tem alguma dúvida? Já teve alguma experiência boa ou ruim com lavagem ou retificação de motor? A gente quer saber, deixe seu comentário!