Quando é apropriado o elevador automotivo monofásico?

Quando é apropriado o elevador automotivo monofásico?

3 anos atrás 0

Compartilhe nas redes sociais.

Um detalhe muito importante na escolha de um equipamento para a sua oficina mecânica começa pela energia a ser utilizada no seu empreendimento podendo ser monofásica ou trifásica (220V ou 380V).

Pensando nisso, criamos este post para compartilhar com você quando o elevador automotivo monofásico é a melhor opção para o seu negócio. Vamos juntos?

 

O que é um circuito monofásico, afinal?

Um circuito monofásico é constituído de uma fase elétrica e um neutro, devendo também possuir um condutor chamado de “terra”.

Apesar da palavra “monofásico” (mono = um) fazer referência a um circuito com apenas uma fase, é comum no meio técnico a denominação monofásico para os motores elétricos que não são trifásicos, ou seja, denominam-se motor monofásico os motores que funcionam com menos de três fases. No entanto, mesmo que utilize duas fases ao invés de uma, a terminologia correta é:

– Trifásico, quando circuito a três fases;

– Bifásico, quando circuito a duas fases;

– Monofásico, quando circuito com apenas uma fase.

 

Como identificar se meu estabelecimento possui rede monofásica ou trifásica?

O transformador monofásico é alimentado apenas por uma única fase, isto é, só tem um fio na parte de cima. A energia é fornecida através de 3 fios: Neutro, fase A e fase B.

Voltagens:

– Rede monofásica 127 V (usando uma fase e neutro): Não há motores para elevadores automotivos que utilizam esta opção.

– Rede monofásica 220V (usando uma fase): Opção possível de instalar um elevador monofásico.

– Rede bifásica 220 V (usando duas fases) e 127 V (fase e fase): Opção possível de instalar um elevador monofásico quando no 220V.

– Rede trifásica 220 V ou 380V trifásico: Opção possível de instalar um elevador trifásico na voltagem desejada sendo necessária apenas a mudança de ligação no motor.

 

Quando realmente usar o monofásico?

A maior parte da energia elétrica distribuída é feita sob a forma de sistemas trifásicos, principalmente quando falamos de empresas, indústrias, e é claro, oficinas mecânicas. Isto acontece pois o sistema trifásico realmente oferece vantagens significativas em relação ao monofásico. Algumas delas são:

• O sistema trifásico usa menor quantidade de cobre ou alumínio para entregar a mesma potência que um sistema monofásico equivalente;

• Um motor trifásico é menor que seu correspondente monofásico de mesma potência;

• Energia trifásica é a forma mais eficiente de distribuir energia para longas distâncias, e permite que grandes equipamentos industriais operem com mais eficiência.

Por estes motivos, via de regra os equipamentos que utilizam motores monofásicos são mais caros que os trifásicos, além de consumirem mais energia o que não necessariamente significa que a sua conta de energia será mais alta pois as tarifas de energia trifásica e monofásica variam de região para região.

 

Escolhendo o elevador

Por tanto, cabe a você analisar as tarifas cobradas na sua região bem como o número de equipamentos que utilizará no seu empreendimento, sendo que, se houver a possibilidade de alterar para trifásico e, as tarifas forem convidativas, esta é uma melhor opção em relação à energia monofásica principalmente considerando um aumento no número de equipamentos ao longo do tempo.

Mas é claro que, a opção de um elevador monofásico é perfeitamente viável sendo que o mesmo deverá cumprir o seu propósito com a mesma capacidade dos elevadores trifásicos.