Você sabe como funciona um duplicador de vaga?

Você sabe como funciona um duplicador de vaga?

9 meses atrás 0

Compartilhe nas redes sociais.

Com quase cinco milhões de veículos licenciados em circulação pelas ruas das cidades brasileiras, informações levantadas pelo Detran mostram que, nos dias atuais, as pessoas utilizam menos transportes coletivos, como o ônibus, e preferem adquirir os seus próprios carros.

Quem sofre com os impactos dessa realidade é a própria população, que é afetada pela falta de mobilidade urbana, pelo significativo aumento da poluição e, é claro, pela ausência de espaços para estacionar os veículos, tanto nas ruas quanto nos estacionamentos de condomínios, prédios ou lojas.

Para lidar com a situação e minimizar a falta de espaços nas garagens, empresários e síndicos têm procurado soluções tecnológicas, como o duplicador de vaga. Continue a leitura do conteúdo para entender tudo sobre essa ferramenta inovadora!

O que é um duplicador de vaga?

De forma resumida, um duplicador de vaga funciona como uma espécie de elevador para veículos que pode ser utilizado em condomínios, supermercados, shoppings e todo o tipo de estabelecimento. Basicamente, ele permite que um carro seja estacionado sobre o outro.

Com total garantia de segurança, esse equipamento pode ser facilmente instalado, desde que tenha as medidas corretas para aplicação (2,5 metros de altura por 3 metros de largura).

Uma das grandes vantagens do duplicador de vaga é o seu custo-benefício, pois permite que, como o próprio nome diz, o número de vagas das garagens seja literalmente duplicado, garantindo a satisfação dos clientes ou moradores.

É seguro?

Apesar da falsa sensação de que o carro pode cair, muito comum em parte dos motoristas, esses elevadores são fabricados com alto padrão de segurança.

Para se ter uma ideia, um duplicador de vaga só é liberado para ser comercializado após receber aprovação do Corpo de Bombeiros e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, além de receber regulamentações de operação do Ministério do Trabalho. Para evitar o risco de rompimento da bomba hidráulica, conexões ou mangueiras, o sistema “rosca sem fim” é utilizado nos componentes internos.

Vale ressaltar, ainda, que, para aumentar o nível de segurança do equipamento, há sempre um técnico à disposição para auxiliar e acompanhar o seu manuseio, garantindo a satisfação do consumidor.

Os custos de manutenção são altos?

Não. O custo de manutenção é muito baixo, desde que o equipamento seja lubrificado dentro do prazo recomendado. Os modelos automáticos precisam trocar o óleo, em média, a cada três anos de uso, dependendo da quantidade de ciclos de subidas e descidas por dia. Lembrando que, nos modelos à graxa, o duplicador de vaga precisa de nova lubrificação a cada dois meses.

Por que é importante ter um duplicador de vaga?

Tanto em estabelecimentos comerciais quanto em condomínios e prédios privados, é muito comum que, em feriados, temporadas de férias e épocas de grande movimentação de pessoas, ocorram diversos problemas com a falta de vagas nas garagens.

Afinal, quem é que nunca teve dificuldades para receber um parente ou amigo em casa por não ter onde estacionar o seu carro, não é verdade? De fato, com apenas uma vaga, fica difícil receber visitas.

Por isso, a solução ideal é contratar uma empresa especializada e instalar um duplicador de vaga de forma segura, garantindo não somente a satisfação dos condôminos, mas também uma logística mais eficiente e o melhor aproveitamento do espaço.

Agora que você já sabe como funciona um duplicador de vaga, não deixe de assinar a nossa newsletter para acompanhar todas as postagens do blog!